Preço do petróleo:Evolução atual em gráfico

Ouve-se frequentemente falar do petróleo como um investimento rentável em longo prazo por causa das perspectivas altistas do preço do barril. Para entender melhor como funciona a evolução desse preço e assim poder apreciar melhor as perspectivas de alta no futuro, segue um retrato histórico dessa evolução e algumas explicações práticas.

 

Lembrete sobre o petróleo enquanto ativo:

Antes de se debruçar concretamente sobre a evolução histórica do barril de petróleo, é importante lembrar como funciona a oferta e a demanda nesse ativo. Por certo, sabemos que o petróleo é uma matéria-prima energética muito utilizada pela indústria mundial e que sua produção se distribui em vários países como Rússia, Arábia Saudita e Estados-Unidos. Aparece em seguida a produção do Mar do Norte concernente ao petróleo Brent. Devido a sua rarefação, esse tipo de petróleo tornou-se mais caro que o WTI que, por sua parte, é mais amplamente negociado nos mercados financeiros.

Concernente à demanda em petróleo, esta se origina de todas as regiões do planeta, claro, mas certos países, como a China, são grandes consumidores em consequência do seu forte crescimento industrial.Dentre outros grandes consumidores, e importadores, estão a União Europeia, o Japão e os Estados-Unidos.

A partir desses dados, e mais precisamente do aumento constante da demanda, os especialistas seguem afirmandoque o petróleo bruto deve encontrar um limite de produção que gerará problemas a partir de 2050, logo após que o pico máximo de produção seja atingido. Em toda lógica, portanto, os preços devem seguir uma tendência altista. Com efeito, o petróleo é um recurso natural não renovávelfadado ao esgotamento por motivo de sua importante extração.

 

O fenômeno dos choques petrolíferos e sua influencia na evolução dos preços:

Muito se ouve falar de choques petrolíferos como momentos propícios para um súbito disparo dos preços do petróleo. Vários desses choques, de fato, marcaram a história do ouro negro, dentre os quais os de 1973 e 1980 que contribuíram para um aumento espetacular das cotações, triplicando até o preço do barril em apenas algumas semanas. Assim, o barrilatingiu a marca de USD 40,00 em 1980, antes de oscilar entre 15 e 35 dólares entre 1986 e 1999.

A guerra do Golfo, em 1991, provocou uma nova especulação altista das cotações. Porém, a partir daí, o preço do barril nunca mais cessou de evoluir para a alta com o terceiro choque petrolífero de 2003 e um pico em 145,00 dólares em 2008.

 

Correções baixistas frequentes, mas pouco duráveis:

Considerando que a linha de tendência do petróleo bruto em longo prazo é resolutamente altista, essa tendência ampla épontuada, às vezes, de micro movimentos baixistas.Foi, por exemplo, o caso entre 2008 e 2009 com uma queda do preço do barril de USD 145 para USD 40. Mas tal queda deixou lugar muito rapidamente para uma nova alta até USD 100 em 2011.

Pois a oferta e a demanda não são os únicos fatores que influenciam a evolução da cotação do petróleo e as decisões políticas também possuem um papel importante nessa definição. É o que explica, entre outros motivos, a queda de 2011 seguidamente ao anúncio da AIE (Agência Internacional de Energia)em fornecer 2 milhões de barris por dia durante um mês.

O efeito de rumores e os diversos conflitos que afetam atualmente os países produtores e os países consumidores têm tendência a fazer com que aumente o preço do barril ou, ao contrário, levá-lo para a baixa. No entanto, a tendência em longo prazo permanece definitivamente altista.

Investir no preço do barril de petróleo:

O preço do barril de petróleo sofre variações muito importantes, às vezes em muito pouco tempo, o que representa ótimas oportunidades para os investidores. Assim sendo, você também pode apostar na evolução do preço do barril de petróleo por meio dos CFD.